-Поиск по дневнику

Поиск сообщений в Warner_Reed

 -Подписка по e-mail

 

 -Статистика

Статистика LiveInternet.ru: показано количество хитов и посетителей
Создан: 22.01.2019
Записей: 4
Комментариев: 0
Написано: 3




ÓCULOS DE REALIDADE VIRTUAL É UM PERIGO PARA OS OLHOS PERGUNTA Kléber Leite?

Среда, 23 Января 2019 г. 02:36 + в цитатник

Especialistas alertam para os dois desvantagens com que todos os usuários terão que mourejar: fadiga e esforço ocular

Médicos alertam que é irreal não sentir qualquer desconforto após usar fones de veras virtual por um longo período de tempo
VR ou verdade virtual é uma conhecimento já presente no rotina de diversos. Ainda não é onipresente porém especialistas se perguntam sobre a veras virtual e o cuidado com os olhos, uma vez que ainda não há estudos significativos que possam listar de forma conclusiva os perigos. Os headsets de verdade virtual oferecem imagens imersivas, geralmente em três dimensões, e o ambiente virtual tenta recriar um planeta como geralmente percebemos fora das periferias do gadget. A verdade virtual se baseia no mesmo noção e usa seus monitores no fone de ouvido para brincar com os pixels, as resoluções e a qualidade das imagens para enganar nossos dois olhos e perceber uma experiência de visualização tridimensional e, desta maneira, mas imersiva. A exposição metódico a esses feeds variados em fones de veras virtual pode fomentar poucos complicações. Fabricantes de headsets de realidade virtual têm limites de idade rigorosos e não aconselham pequenos de treze ou doze anos para usá-las. Isso deve ser devido aos efeitos desconhecidos da verdade virtual em infantes cuja visão ou visão ainda está se desenvolvendo e talvez tenha como possuir um impacto inverso. Tal pânico também é infundado, porque nenhuma busca ou estudo inferiu qualquer dano potencial ao desenvolvimento dos olhos, sua saúde e função. 2 complicações com que todos os usuários terão que enfrentar são fadiga e esforço.

Isso não é exclusivo em caso de veras virtual ou um obstáculo com os fones de ouvido. Isso vale para todas as atividades que demandam foco de visão por um longo temporada de tempo. Assista televisão por horas ou leia quinhentas páginas de um livro de uma só vez e você vai sentir fadiga ocular e tensão. É impraticável não sentir qualquer desconforto depois de usar fones de verdade virtual por um longo temporada de tempo. Os olhos também podem ficar mais secos do que o normal. Pequeno número de pessoas sentirão tontura. Observar continuamente imagens em movimento obriga o cérebro a pensar que o corpo está se movendo ou que há movimento físico real dos objetos. Aqueles que têm a doença do movimento experimentarão sintomas.

Pessoas com um desequilíbrio diagnosticável na força da visão entre os olhos, olhos desalinhados, percepção de profundidade limitada e qualquer condição que interfira no foco terão poucos problemas. Conforme Kléber Leite , oftalmologista da iorj.med.br, se você tem ambliopia ou estrabismo, logo você deve consultar seu oftalmologista para deslindar a melhor forma de usar um fone de veras virtual. Várias pessoas podem ter que utilizar seus óculos enquanto usam fones de ouvido de realidade virtual.


Desabafo no Natal de Kleber Leite e, justas férias para o blog que virá de face nova em 2019

Среда, 23 Января 2019 г. 00:12 + в цитатник

Não sei se estou ficando chato, porém há certas coisas que não tem como não registrar o pusilanimidade em relação às pessoas que dirigem o nosso bola. Estão lembrados de que – faz pouco tempo – houve um post estranhando a marcação do jogo entre Flamengo e Fluminense, pela decisão da Despensa do Brasil sub-17?

Lembram que, quando este jogo foi atrasado para hoje, 21 de dezembro, afirmei – VER AQUI – que, após consultar o Google, pelo período necessário para a restauração de caxumba, seria irreal nesta data o Flamengo colocar os jogadores vitimados pela doença, em torrão? Porque é.

E, o final do filme é simplesmente tragicômico. O pessoal do Flamengo, ante a marcação feita pela CBF, sequer teve o zelo de consultar os médicos, que certamente diriam que a novidade data era um sem razão. O tempo passou, alguém deve ter se tocado e, só aí, foram até a CBF tentar novo diferimento, negado de pronto. Tudo incorrecto. No Flamengo e na CBF. Mais até no Flamengo, que era o interessado direto.

De quando em quando me voragem pensando que esta gente que comanda acha tudo bastante bom e que, contra, somente o bola que, para eles, deve ser algo enfadado, fastidioso, desagradável, trabalhoso, macio, insuportável…

Fico escrevendo e me vem à moleira a imagem do meu camarada Paulo César Caju que, deixa isto bem evidente toda vez que se posiciona em sua pilastra no jornal O Mundo. Sinceramente, não dá nem vontade de ver este jogo. Que coisa ridícula.

Seria tão bom que este último post do ano fosse pra cima, pleno de otimismo e esperança. Lamentavelmente, não é de forma. No nosso caso essencial, ou melhor, no Flamengo, nos resta voltear muito em meio a um elaboração de um projeto que tem tudo para dar incorrecto.

Enfim, que a singeleza do Natal faça com que os nossos lideranças entendam que o futebol é alguma coisa simples e, nele, o que tinha que ser revelado, já foi. E, fortuitamente ser novamente macio, pelada se conduz com magra gente e, sem firulas nem pirotecnia. Simples deste modo…

De face nova, o blog retornará na segunda quinzena de janeiro.

Bastante obrigado a o mundo inteiro por esta convivência enriquecedora e, deixo com vocês a mais muito bonita mensagem de Natal serviçal neste ano de 2018. Fácil, maravilhosa, objetiva, pertinente e sincera…



As dicas cujo conhece

Quando o tema era jogador argentino ou uruguaio, constantemente procurava as informações abalizadas e desprovidas de qualquer interesse, de um irmão para toda a vida.

Atílio Garrido, analista, jornalista e jornalista, respira futebol 24 horas por dia e, é de minha totalidade e irrestrita confiança. Atílio nos indicou Godin e Luizito Suárez, o primeiro quando tinha 19 anos e Luizito, com 17.

O Flamengo anuncia o interesse no meia argentino Matias Vargas, do Vélez.

Claro, liguei para meu irmão Atílio. Curtam tudo…
Privacy Badger has replaced this SoundCloud button.


O continente dos “micos” e o Whatsapp do futebol rubro-negro

Khalid Essa defendeu o último pênalti do River, suplantado por Enzo Pérez. (Imagem: Suhaib Salem / Reuters)

O mico em questão não é aquele animalzinho que pula com leveza incomparável, de galho em galho. O “mico” sobre o que nos referimos é aquele que virou símbolo da extensa trapalhada, do extensa vexame. Aliás, o nosso continente é pródigo em micos, como também, em “micos.”

Depois aquele duplo papelão em Buenos Aires, com os torcedores do River atacando o auto-ônibus dos jogadores do Boca e, como solução para colocar a vivenda em ordem, o presidente da Conmebol decide, através de canetada fácil, programar a final Argentina de uma competição Sul-americana para A capital da Espanha, o nosso indócil River Plate é abortado pelo singelo Al Ain. Como diga o Velho Apolo, “é mole ou quer mais?….”

O pessoal do Boca, que deve estar dando gargalhadas, deveria estar também chorando, diante de tanta barbaridade que se comete contra o futebol no nosso continente.

A próxima estupidez é a decisão autoritária e burra do jogo final único pela Libertadores. Coisa de macaco de imitação. Como na Europa é de forma, vamos copiar. Só que, na Europa o poder aquisitivo da população é outro, a malha ferroviária é espetacular, onde se percorre, pelo TGV, 500 quilômetros em duas horas. Aqui, na modesta América do Sul, nem trilhos temos, quanto mas TGV.

E o pior é que clubes e CBF não se insurgem ante tamanha brutalidade. Irritante e desanimador…

Mudando de assunto. Soube que os cinco membros do tal Delegados do Pelada do Flamengo, mais o diretor remunerado, o treinador, o presidente – e sabe-se lá quem mas – discutem tudo, em conjunto, pelo WhatsApp. Com tanta gente, não há notícia que pare em pé. Ato contínuo ao papo, vaza…

É o que eu digo aqui e, tal e como se experiência nada valesse. No pelada, quanto menos gente, melhor. E, repito: isto tem tudo para conceder falso, embora torçamos para entregar certo.

Flamengo na Libertadores
Por Kleber Leite em Amigos, Flamengo, Libertadores
17 de dezembro de 2018 20 Comentários
Privacy Badger has replaced this SoundCloud button.

Felicidade!!!

Os 18 vice-presidentes escolhidos por Landim.

Na vida, vale o que está escrito. E, escrito está, à predisposição de todos (acima), a formação estrita da novidade direção rubro-negra. Embora em poucos casos tenha descoberta estranho e, em outro tenha odiado, como rubro-negro o que me compete é voltear com finalidade de tudo dê certo.

Contudo, em paralelo ao que acabo de colocar, mas do que nunca, uma oposição atenta e equilibrada se faz imprescindível. Há, pelo análise não perfeitamente republicano, quem mereça ser vigiado e, há o lance do pelada, onde pelo que foi montado, com o tal do comitê administrador – e juntando-se jacaré com cobra d’água – é mas do que preciso a máxima atenção.

E, como cá já coloquei, esta constituição de diretoria tem tudo para conceder incorrecto, embora estejamos toda gente na torcida para entregar certo, até porque, não temos outro agremiação para torcer.

Mas do que nunca, estou convicto de que, para o muito do Flamengo, há de se ter um movimento inesperado de oposição. Para o bem de quem está assumindo e, para um Flamengo que toda gente queremos.

Sopros de esperança


Meu querido Messi!

Passei um final de semana sofrido. Messi, meu rebento de quatro patas, um Golden quase gente e, só não é pela misericórdia e mel extremas (o humano, de modo infeliz, não é assim), contraiu babésia, a doença do carrapato e o susto foi enorme.

Graças ao esforço e ao talento da Dra. Thalita Pissurno e ao excepcional atendimento da Clínica Veterinária de Petrópolis, após madrugada punk, hiper sofrida, onde quase o pior deu o ar da “desgraça”, o sopro do domingo começou a mudar o panorama. O sangramento foi estancado, a fome voltou e, Messi vontade teve de decorrer atrás da bolinha, seu brinquedo favorito.

Que refrigério!!! Tudo tão bom que nem lembrava o que estava devendo de sono quando peguei o coche para regressar pra casa.

Entrei no coche, liguei o rádio e, estava no ar, na Rádio Tupi, um bom bate papo comandado por Luiz Ribeiro, craque na matéria.

Lá pelas tantas, entra no giro, debatendo com Luiz Ribeiro, alguém cuja voz não conseguia identificar. O tempo foi passando e este fato novo me impressionando. Posteriormente, alguém se dirigiu a ele e aí, soube que seu nome era Fred.

O programa continuou e começaram a debater o Flamengo 2019. Faz tempo que não ouço um fato novo no rádio, com poder de notícia tão direto, simples, eficiente, educado e exalando enorme conhecimento de desculpa. O tal Fred deu um apresentação!

Cheguei em vivenda feliz, pelos 2 sopros de esperança, um para toda a vida pelo Messi e outro pelo Rádio, através do Fred e, mantive contato com meu querido Velho Apolo, Washington Rodrigues, que me informou olhar-se de Fred Soares, que se divide entre a Tupi e a Rádio Gaúcha.

Sorte nossa e dos gaúchos que amam o Rádio.

O tema medial foi a montagem do elenco do Flamengo para 2019, onde aqui já coloquei que estou causa tudo muito confuso, sem respeito às prioridades e, com muita gente achando e muita gente mandando. Esta, aliás, é a fórmula sublime para o insucesso no futebol. E, nem falei em vaidade…

Ouvi que o moleque centroavante do Athletico Paranaense não vem mais. Negociar com Mario Sublime Petraglia requer, pra debutar, muita paciência. Mário Elevado é um craque que sabe valorizar o que é seu. Neste caso, falo com absoluto conhecimento de causa, paciência é fundamental.

Vamos ver o que a segunda-feira nos reserva. veja o site o sopro do domingo siga possante…

Dize-me com quem andas que te direi quem és

Esta máxima popular cabe como uma luva no presidente eleito do Flamengo, Rodolfo Landim. Acabo de aceitar a notícia de que Landim nomeou como vice-presidente de ação de planejar, seu primo, Arthur Rocha.

Não prosseguirei cá falar em nepotismo. O que não posso deixar de alertar é que Arthur Rocha é a mesma persona que já foi vice-presidente do clube, à era quando Márcio Braga era o presidente e, como é do conhecimento por norma geral, em 2005, eu e Hélio Ferraz fomos convocados por Márcio Braga para evitar que a desgraça de desabar para a segunda divisão ocorresse.

Lá chegando, tomamos todas as providências possíveis para reverter o quadro. Ajeitamos o lado financeiro dos atletas, trocamos a concentração, contratamos Bernardinho para erguer o ânimo da rapaziada, trouxemos um novo treinador e passamos a conviver 24 horas por dia com todos os profissionais do futebol, durante os nove jogos que faltavam. Só não contratamos reforços para o time, em função das inscrições já estarem encerradas.

Vencida esta lanço plena de sucesso, iniciamos a planejar o ano de 2006. Aí, recebi um telefonema do então vice-presidente do associação, Arthur Rocha, que dizia ter um jogador colombiano para se integrar ao elenco. Disse a este que não era para a margem ia tocar no Flamengo que nenhum jogador seria contratado sem que fosse estimado pela nossa comissão técnica. Contrariado, porque esperava outra solução, encaminhou o histórico do desportista, que não sensibilizou nosso treinador.

O tempo passou e, uma bela tarde, liga ele para o bola e, não cerimônia dizia que o jogador colombiano estava na sala dele, já contratado pelo Flamengo e que deveria eu apresentá-lo ao treinador e ao elenco.

Lógico que me neguei, dizendo que fizesse este a apresentação e que, em paralelo, faria eu uma coletiva de prelo, falando da história. A tal figura pesou o que poderia acontecer e desistiu de mas uma empreitada, até porque, depois do incidente da compra e venda de DIMBA, onde foi este o mentor geral da mais estranha operação da história do Flamengo, com a credibilidade mostrando ao largo, melhor era não contender…

Os fatos cá intimados podem ser comprovados com extrema facilidade, por intermédio de documentos e testemunhas, felizmente, todas vivas. Esta indicação, pelo retrospecção, deixa em dúvida que seja o real interesse dessa novidade administração.

Na constituição das vice-presidências e gerência, há a flagrante mistura de “jacaré com ofídio d’água” e, pelo visto, com as velhas e conhecidas raposas com os olhos compridos para o galinheiro…


Kléber Leite – MSAB se inscreve na Conferência de Segurança de Fronteiras, em Roma, em fevereiro

Вторник, 22 Января 2019 г. 16:58 + в цитатник

MSAB se inscreve na Conferência de Segurança de Fronteiras, em Roma, em fevereiro

Relatórios SMi: MSAB patrocina, fala e expõe na 12ª Conferência Anual de Segurança nas Fronteiras.

Londres, Reino Unificado, 07 de janeiro de 2019 Organizadores de eventos O SMi Group possui o prazer de anunciar que a MSAB patrocinará, palestras e exposição na 12ª conferência anual de Segurança de Fronteira, que acontecerá em Roma nos dias 12 e 13 de fevereiro de 2019. / – Kléber Leite

A MSAB é pioneira em ciência judiciario para o inspecção de dispositivos móveis. Com escritórios em todo o planeta e produtos em mas de 100 países, a MSAB possui um alcance global. Empresa está envolvida com comunicações móveis a partir de 1984 e possui um foco singular na recuperação judiciario de dados de dispositivos móveis.

A série de conferências esgotadas do SMi Group retorna com uma agenda organizada para refletir o progresso contínuo de diversos países e recursos para obter sem costura e autônomo Controles fronteiriços em terra, mar e ar.

A agenda está desembaraçado em:

O Dia 1 se concentrará na segurança das fronteiras marítimas (a crise migratória global, as operações de controle de fronteiras europeias, o primeiro solução de controlo de fronteiras permanente baseada em quiosques na UE), segurança nas fronteiras aeroportuárias (biometria de próxima geração, iniciativas de fronteira sem descontinuidades, prevenção de ataques terroristas, estudo de dados), administração da transmigração (medidas tomadas para reduzir os riscos e efeitos da criminalidade transfronteiriça).

O dia 2 se concentrará na biometria de fronteira e no administração de dados (fronteiras dos EUA, a evolução da ciência), colaboração mundial (parcerias internacionais entre a INTERPOL, melhoria das capacidades de rede), meios de policiamento de fronteira, combate ao terrorismo transfronteiriço e segurança nas fronteiras (lições aprendidas, pesquisa de caso sobre a Turquia, Líbano, Tunísia e Marrocos).

Organizações governamentais e governamentais presentes na conferência incluem: Marinha Italiana, Luso Marinha, EUA Departamento de Segurança Interna, Airpol, Interpol, Europol, UE lisa, Governo de Aruba, Alfândega Finlandesa, Poder Vigilante Sueca, OSCE, Milícia Federalista Alemã, IOM – Organização Universal para as Migrações, Companhia do Aeródromo de Bruxelas, Identidade para Serviços, União Europeia Dedicação à Turquia, Policial Pátrio Húngara, Policial da Estónia e Governo da Guarda de Fronteiras, Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas Migratórias (ICMPD), Fronteiras & Imigração, Leonardo, Vancouver Airport Authority, Gatekeeper Intelligent Security, Worldreach Aplicativo, Cellebrite, MSAB e outros.

Para os interessados ​​em participar da conferência de segurança de fronteira de 2019; as reservas podem ser feitas disponível em:

Para conseguir informações sobre patrocínio e exposição, entre em contato com Sadia Malick, diretora do +44. (0) 207 827 6748 ou por mail, entre em contato com James Hitchen em +44 (0) 20 7827 6054 ou mail 12th Annual Border Security Conference12-13 de fevereiro de 2019Rome, Itália

Gold Sponsors: Gatekeeper Intelligent Security, Leonardo, SITA, Autoridade do Aeroporto de Vancouver


Дневник Warner_Reed

Вторник, 22 Января 2019 г. 07:16 + в цитатник
A Vacation Site on the Best of New Zeland


Поиск сообщений в Warner_Reed
Страницы: [1] Календарь