-Поиск по дневнику

Поиск сообщений в frederickafoss

 -Подписка по e-mail

 

 -Статистика

Статистика LiveInternet.ru: показано количество хитов и посетителей
Создан: 03.07.2018
Записей:
Комментариев:
Написано: 338



Como Escolher As Redes sociais Certas Para Sua Empresa

Среда, 24 Апреля 2019 г. 01:45 + в цитатник

Como Fazer Briefing Para Marketing Digital


A ilustradora de livros infanto-juvenis Bruna Brito, de trinta e sete anos, perdeu a conta de quantos "nãos" ouviu de editores brasileiros. A estratégia deu certo. Dois anos depois, seu romance de estreia atingiria a marca de trinta e quatro milhões de visualizações. Bruna Brito, quer dizer Lilian Carmine - o pseudônimo autoral que ela usa -, que diz ter aprendido a escrever em inglês investigando os livros de Terry Pratchett e os quadrinhos de Neil Gaiman. Publicidade E Propaganda Archives , Lilian Carmine recebeu uma ligação de Londres. Do outro lado da linha, Gillian Green, diretora de ficção da Random House, a convidava para lançar o livro em papel. No Brasil, Lost Boys saiu pela editora LeYa e teve tiragem inicial de cinquenta 1 mil exemplares.


Tainã Bispo, editora da LeYa. Ainda por este ano, Lilian lança seu mais novo trabalho, Bad Luck ("Má sorte", em tradução livre), que mistura um piá cigano, um gato negro e uma criança apaixonada por livros. De todas, a mais popular é a canadense Wattpad, que agora contabiliza quarenta milhões de usuários - 800 mil deles brasileiros. Menores Negócios Que Dão Direito O Dia , fundada em 2006 pelos amigos Allen Lau e Ivan Yuen, contabiliza 175 milhões de histórias - 5,três milhões em português -, disponíveis em 50 idiomas.


Ashleigh Gardner, diretora de conteúdo da corporação. Veja mais: Você entende distinguir alguém pelos olhos? Ana Lima, diretora-executiva do selo Galera, da Record, declara que as mídias sociais literárias se tornaram uma ótima referência de prospecção de futuros best-sellers. Como o britânico Taran Matharu, de vince e seis anos. Dele, o selo imediatamente lançou O Aprendiz, o primeiro livro da série Conjurador. Márcia Pereira, editora de ficção da Planeta, cita o exemplo da pedagoga pernambucana Mila Wander, de vince e seis anos, contratada depois de ter quatro milhões de visualizações em dois meses. Um dos casos mais curiosos (e bem-sucedidos) de jovem talento que migrou das mídias sociais para as grandes editoras é Anna Todd.


Um ano e quatro meses depois de publicar o primeiro capítulo de After ("Depois", em tradução literal) pela Wattpad, essa americana de vinte e cinco anos neste instante tinha alcançado a marca de um bilhão de visualizações. Em pouco tempo, teve seu passe comprado pela Simon & Schuster, que teria desembolsado valor cerca de seis dígitos para transformar os 4 volumes do romance em livro físico.


  • Vinte e nove de dezembro de 2016 Sugestões de Marketing 0
  • Obtenha mais conteúdos gerados pelos usuários (User-Generated Content)
  • trinta trabalham no setor de saúde
  • A empresa resolveu 85,6% dos problemas e respondeu 100% das reclamações
  • 1- Recreio Escolar
  • Vps Hosting: US$ 30/mês

Nesse lugar, After foi lançada pelo selo Paralela, da Companhia das Letras. Anna, ex-garçonete do Texas que digitava a história entre um pedido e outro. No Brasil, o primeiro selo a lançar uma autora nacional autopublicada foi a Suma de Letras, da Direta. Anitta Conta Sua Trajetória Meteórica Do Funk Para o Universo , da mato-grossense Camila Moreira, de 2 anos7, chegou às livrarias em agosto de 2014. A estudante de Direito começou a publicar o romance em novembro de 2013, depois de sofrer uma desilusão amorosa. Com somente três episódios postados, alcançou vinte mil visualizações. Roberta Pantoja, responsável pelo Marketing Digital dos e-books da Intuito. Nunca Deixe Seus Leitores Sem Respostas o que leva o leitor a obter a versão impressa de uma história que agora leu pela internet?


Mila Wander, autora de O Safado do 105 e Diário de Uma Cúmplice. A ideia de fundar uma plataforma de realização e compartilhamento literário também chegou ao Brasil. Em junho de 2012, três amigos de Campinas (SP) - Flávio Aguiar, André Campelo e Joseph Henri Bregeiro - fundaram a Widbook.


A companhia já abriu escritório na Califórnia, atingiu a marca de 250 1 mil membros e publicou 8 mil livros. Outros 45 mil estão no forno. A Widbook dá um serviço que permite ao usuário conhecer de perto o perfil de seu público. Com estas e outras sugestões, pode transformar a rota da trama, variar perfil de personagens e deletar tramas paralelas. Os autores que fazem uso as plataformas virtuais dizem que elas estão mudando o jeito de fazer literatura.


O ofício de escritor deixou de ser solitário - hoje, mais do que leitores, os "wattpadders" têm seguidores. De tão íntimas, as leitoras da carioca Nana Pauvolih, de quarenta anos, já ganharam codinome. Segundo a autora deRedenção de um Cafajeste, lançada pelo selo Fábrica 231, da Rocco, as "nanetes" chegam a solicitar conselhos para apimentar seus relacionamentos. Nana, ex-professora de História que não se arrepende de ter trocado dezoito anos de magistério pela existência de escritora.






 

Добавить комментарий:
Текст комментария: смайлики

Проверка орфографии: (найти ошибки)

Прикрепить картинку:

 Переводить URL в ссылку
 Подписаться на комментарии
 Подписать картинку